O amado Shih-Tzus

A menor espécie oriunda do Tibet é o Shih Tzu;
O nome Shih-Tzu foi dado na China e quer dizer “pequeno leão”;
Eles inclusive receberam o nome de Chrysanthemum canino, pois o pelo na face cresce em todas as direções, como as pétalas da flor;
Reza a lenda, os Shih-Tzus repousavam na cama, nos pés de nobres chineses com o intuito de esquentá-los;
Shih-Tzu era a espécie oficial da Dinastia Ming – Shih-Tzus foram adorados no território chinês no decurso de anos e anos, entretanto especialmente no decorrer da Dinastia Ming;
Após a invasão britânica na China, apenas 7 cadelas e sete machos da espécie continuaram vivos. Quer dizer, todos os Shih-Tzus da atualidade descendem desses catorze cachorros;
O Shih-Tzu tem o impressionante número de 19 combinações de colorações na pelagem;
O Kennel Club de Beijing, quando especificou o parâmetro da espécie Shih-Tzu, não economizou na licença poética. “A cabeça de leão, a cara redonda como uma coruja, os olhos lustrosos de um dragão, a língua oval em forma de uma pétala de peônia, a boca de um sapo, dentes como grãos de arroz, orelhas como folhas de palmeira, o torso de um urso, as costas largas como um tigre, a cauda de uma fênix, as pernas de um elefante, dedos como uma cadeia de montanhas, pelo amarelo como um camelo e a movimentação de um peixe”;
O filme “7 Psicopatas e um Shih-Tzu” conta a história de um escritor de filmes que se envolve sem intenção no submundo do crime de Los Angeles após seus amigos exóticos sequestrarem Bonny, o amado Shih-Tzu de um gângster;
Celebridades que têm, ou já possuíram, um Shih-Tzu: Dalai Lama, Beyonce, Bill Gates, Rainha Elizabeth, Mariah Carey, Colin Farell, Geri Halliwell, Nicole Richie.

A Origem da Raça Shih-Tzu

guia-shih-tzus Formada provavelmente a partir do acasalamento dos pequeninos cachorros sagrados tibetanos, com os antepassados do Pequinês contemporâneo, a espécie Shih-Tzu foi levada para o continente europeu em torno de 1930 e, desde então, numerosos cães foram desenvolvidos por todo o continente.
Na fé budista, o Leão é visto como um animal-atributo da divindade e, em várias pinturas antigas, o próprio Buda está exposto próximo a um leão. Provavelmente, por este motivo, o Shih-Tzu, uma das raças com aspecto de leão, e que a própria denominação em chinês quer dizer leão, seja uma das raças que até hoje é tão adorada em toda a China.
Independente de muita gente se confundir entre o Shih-Tzu e o Lhasa Apso, há uma série de diferenças que diferencia estas duas espécies, a começar pelo seu surgimento. Independente de ter suas raízes inclusive no Tibete, a espécie Shih-Tzu foi criada na China, onde esses cães habitavam nos palácios imperiais. Os primeiros exemplares foram levados ao ocidente depois da China se tornar uma república, embora a primeira importação da espécie pela Inglaterra tenha sido registrada somente no ano de 1931. O Kennel Clube Britânico concedeu o certificado para a espécie em 1940.

Aspectos Físicos do Cão da Espécie Shih-Tzu

O Shih-Tzu é um cão minúsculo que pode ser de aproximadamente qualquer cor. Os mais desejáveis são os que apresentam a testa e a extremidade da cauda brancas. Seu pelo é extenso no topo e condensado na parte de baixo. No momento em que o cão é mais velho, o subpelo deixa o pelo de cima com uma aparência encantadora.
Seu crânio e seu rabo são erguidos, o que dá um ar de confiança para a raça. Os olhos são escuros, enormes e circulares, inseridos bem separados, entretanto não protuberantes. O corpo é maciço e levemente extenso. Apresentam uma ótima constituição física embaixo do pelo sedoso.
Os Shih-Tzus possuem os olhos enormes, circulares e com a expressão de lealdade e parceria. As orelhas são cobertas por um cabelo macio que se expande até as pernas da frente. No geral, seus dentes inferiores são mais protuberantes que os dentes de cima. Sua cauda é longa, empinada e curvada para cima. O pelo do Shih-Tzu quase não cai, logo essa raça é uma perfeita opção para quem tem alergia (rinite e afins).

Estrutura Psicológica da raça Shih-Tzu

temperamento-shih-tzus O Shih-Tzu é um cão muito ativo, atento e afável. É uma espécie considerada independente, mas meiga. Os animais da raça Shih-Tzu demonstram uma personalidade e comportamento que é confiável, afetuoso, vigilante e extrovertida. Apesar de não ter sido criado para a finalidade de guarda, por sua natureza alerta e alto grau de atividade, é também considerado um excelente protetor.
O Shih-Tzu possui a tendência de ser aberto e afável. Por causa de sua natureza essencialmente cordial, os espécimes desta raça são mais condescendentes com crianças, animais e pessoas desconhecidas, e costumam fazer amizade com mais naturalidade. Por outro lado, o cachorro da espécie Shih-Tzu é capaz de se aborrecer com facilidade quando irritado, portanto, levando em consideração que alguns cães podem ser mais dominantes do que outros, é significativo um julgamento flexível nessa questão e um cuidado duplicado pode ser preciso na presença de criancinhas.
Apesar de serem famosos por seu comportamento relativamente independente, nem todos os cachorros da espécie lidam igualmente com a falta do seu proprietário ou de toda a família. Enquanto certos cachorros lidam com serenidade ciclos mais extensos sem a presença dos familiares, outros podem adquirir um temperamento profundamente carente. Os cães bem educados desde cedo, ainda assim, tendem a ser ótimos amigos, amáveis, extrovertidos, de comportamento brando e equilibrado.

Vantagens de Ter um Cão Shih-Tzu

Obviamente, o Shih-Tzu chama a atenção com sua presença, porte soberbo e pelagem requintada. Não tem como não notar e não se fascinar por seu focinho achatado e curto, olhos pretos e amendoados, personalidade companheira e fiel.
Este parceiro por excelência, que um dia foi animal doméstico de imperadores chineses, ama ser o foco das atenções e ser bajulado. Muito amigável, contente e brincalhão, o Shih-Tzu é, sem dúvida, uma das raças caninas mais doces e é aconselhada para uma infinidade de proprietários, sejam eles principiantes, famílias com filhos ou solteiros.
Ele não é um cão de caça, não é um cachorro de guarda e nunca espere que ele vá ser um notável esportista ou atleta. Esse minúsculo cão possui um propósito muito nobre: aproveitar a vida, ser amado e retribuir esse sentimento, a todo o momento pronto para ter carinho. Terminantemente ele é um notável cachorro de interior e no colo.
Independente do que você faça, ele vai estar lá do seu lado, pronto para qualquer condição. Se você estiver cansado, ele vai tirar uma soneca com você; caso esteja limpando o jardim, ele estará inspecionando com toda a atenção. Independente de apresentar uma certa independência de caráter. Para ele, o essencial é estar perto e participando. Com todo este carinho, é de se imaginar que ele não suporte estar sozinho, por causa disso é necessário auxiliá-lo a fim de que não desenvolva impaciência de separação.

Distúrbios usuais do Shih-Tzu

Os cachorros dessa espécie costumam ser chamados cachorros braquicefálicos, que têm focinho achatado, o que quer dizer que poderão ter problemas de respiração de moderados a gravíssimos. Podem ter, desde roncos e espirros, até asfixia tal como infecções. Em determinados casos não bastante incomuns acontecem contaminações de ouvido se não passarem por uma higiene. É um cãozinho que tem predisposição à obesidade e é muito fundamental que se trate dos dentes dele para prevenir problemas periodontais.
É essencial pentear o Shih-Tzu cotidianamente, o que poderá durar em torno de 15 minutos. Vale considerar ainda que você deverá possuir tempo para fazer isto e escovar o pelo irá conservar o cachorro sempre formoso e macio. Geralmente, a franja do Shih-Tzu é presa para evitar que os pelos da testa caiam nos seus olhos.
Como é feito com todas as espécies, principalmente as que residem em apartamentos, é fundamental aparar as unhas do Shih-Tzu já que, se ficarem muito grandes, curvam-se para baixo atrapalhando no momento de passear, podendo causar lesões nas patas.

Como cuidar de um Shih-Tzu

Uma das principais propriedades da raça é sua pelagem abundante e exuberante, que de acordo com o parâmetro da raça pode ser de todas as cores. Ainda assim, a fim de que se mantenha sempre encantador, o Shih-Tzu requer cuidados especiais como escovações diárias, que impedem que os pelos se embaracem e formem embolados.
Um dos principais cuidados de manutenção do pelo é que, antes dos banhos, ele seja desembaraçado, pois após o banho os nós que eventualmente se formarem ficam muito mais difíceis de serem tirados. Àqueles que não têm calma de cuidar de pelos compridos, a alternativa é manter o Shih-Tzu sempre tosado. E necessita-se evitar banhos contínuos a fim de que o pelo não resseque.
Qualquer cão, de qualquer espécie, é capaz de desenvolver comportamentos destrutivos caso esteja desapontado, sem praticar atividades físicas e sem viver uma vida equilibrada. Atividades físicas diárias, embora o cachorro não necessite gastar bastante energia, são fundamentais.

Os Filhotes do pet Shih-Tzu

Os filhotes são muito brincalhões, todavia assim como os adultos não amam as brincadeiras mais brutas. No caso das crianças, as brincadeiras com os filhotes precisam de ser supervisionadas continuamente a fim de que os cachorros não se machuquem.
Visto que escovações farão parte da vida deles, precisam de ser acostumados o mais cedo possível ao ritual de beleza. Inúmeros filhotinhos de Shih-Tzu que estão se aproximando de um ano de vida, tendem a modificar de pelagem. Durante este período, eles perdem muito pelo, por isso mantenha a escovação diária. Felizmente, esta é uma condição que dura aproximadamente 3 semanas.
O adestramento de disciplina precisa ser começado o quanto antes, visto que um Shih-Tzu mal-acostumado na primeira infância, comumente, será um cão bastante mimado e temperamental quando adulto.

Shar Pei – Conheça mais sobre

No passado foi bastante usado também como cachorro de guerra na China.
Em 1978, esta espécie entrou para o Guinness Book (Livro dos Recordes) como sendo o cachorro mais raro do mundo.
O nome Shar Pei quer dizer “pele de areia”, em referência à textura crespa e arenosa da sua pele. No momento em que alisada para trás, essa pele crespa pode ser desconfortável, e até mesmo machucar a pele de uma pessoa mais frágil.

A Origem da Raça Shar-Pei

guia-shar-pei O Shar Pei pode ter vivido nas províncias do sul da China desde a Família Han (cerca de 200 antes do nascimento de Cristo ). A certeza surge no século XIII, em arquivos que detalham um cachorro enrugado e provam a presença da espécie. Suas origens são desconhecidas, entretanto como somente ele e o Chow-chow possuem a língua azul-escura, e ambos são originários da China, é possível que tenham o mesmo ancestral.
A origem do Shar-pei é complicada de relatar, pois a grande parte dos registros em relação a seu passado se perderam quando a China se transformou em comunista. Naquele período, os Shar-Peis auxiliavam os camponeses, cumprindo papéis de cachorro de guarda, predador de javali e cachorro de luta. Após o comunismo, a grande maioria dos cachorros chineses foi aniquilada, sobrando poucos remanescentes fora dos grandes centros.
Determinados Shar-Peis foram desenvolvidos em Hong Kong e Taiwan e o Kennel Club de Hong Kong aceitou a raça no ano de 1968. Naquele período, alguns espécimes foram à América, mas o período decisivo ocorreu no ano de 1973, com a edição de um artigo avisando produtores da América em relação aos números mínimos de cães da espécie. Exposto como o cão menos usual do planeta, os criadores brigavam pelos poucos Shar-Peis disponíveis. Por isso, a raça passou da quase extinção ao ápice da notoriedade e é uma das espécies mais buscadas do continente americano.

Aspectos Físicos do Cão da Raça Shar-Pei

caracteristicas-shar-pei O Shar-Pei detém uma pelagem macia, com rugas extensas na pele, que são mais presentes quando os cães ainda são filhotes. Esse é um cão muito vigoroso, corpo físico compacto, medindo tamanho análogo a 45 a 50cm de elevação da cernelha, medida exclusiva de um espécime adulto.
É um cachorro considerado eficaz como cão pastor e para farejar. Anatomicamente ele possui uma carranca e sua cavidade bucal colorida de preto, o que, consoante os chineses, repeliria os espíritos cruéis e a altivez de sua postura comprovaria que jamais teriam sido desafiados.
A raça possui orelhas pequenas e de formato retangular, tombadas em direção aos olhos. Sua cauda é tombada em direção ao tronco e sua pelagem é curta e ouriçada. A pelagem aveludada é encontrada em colorações uniformes, as as mais famosas são o preto, avermelhado, vermelho castanho, mogno, fulvo avermelhado, fulvo claro, areia, creme ártico e azul.

Temperamento da raça Shar-Pei

O Shar-Pei é um cachorro extremamente leal, sentinela, dedicado à família, protetor e autossuficiente. Em geral, é um cachorro retraído com pessoas que nunca viu, o que define sua criação como cachorro sentinela. Costuma ser um cão fechado, de temperamento autossuficiente, em contrapartida, é notavelmente dedicado, carinhoso e próximo à família.
Esta é uma raça indicada para donos experientes, que consigam orientar e disciplinar o filhote desde filhotinho. Os filhotinhos da espécie Shar-Pei carecem de uma socialização precoce, junto a outros espécimes, crianças e pessoas desconhecidas ao círculo doméstico. Mesmo os cachorros bem socializados e perfeitamente educados, conservam suas características de cachorro de guarda depois de adultos.
Apesar de revelar um comportamento bastante alerta, o Shar-Pei é considerado um cão silencioso, ladra somente se necessário, ou para dar o alarme em situação de perigo, ou no decorrer das brincadeiras com toda a família. Independente de ser sagaz, o cão dessa espécie pode mostrar-se teimoso no decorrer do treinamento de disciplina, na maioria dos casos por seu comportamento autossuficiente e defensor.

Benefícios de Ter um Cachorro Shar-Pei

Shar-Pei pode parecer infeliz ou depressivo, mas quando você brincar com um, vai notar que ele é divertido e malandro, a melhor parceria para rolar no gramado. Eles são afáveis e excessivamente devotos à família, criam laços fortes e se apegam muito aos indivíduos que tomam conta dele.
O Shar-Pei é um cão voltado para a caça, especialmente de gado e outros espécimes. Independente de possuir este comportamento, adora correr e brincar com a criançada. Brincadeiras com pertences e bolas sempre são bem-vindas e isto necessita de ser feito constantemente a fim de que o cão não se sinta triste e desamparado.
Independente de não ser bem ativo, é um cão muito devotado e protetor de seus familiares. Será capaz de ser fechado e até mesmo bastante receoso com desconhecidos. O Shar-Pei tem habilidades de caça independente de comumente se dar bem com outros animais domésticos da família.

Vantagens de ter um Shar-Pei

A maioria dos cachorros desta raça não late muito, podem dar uma latidinha vez ou outra como maneira de se comunicar com o proprietário. O Shar-Pei vive bem em apartamento, contanto que passeie diariamente, e aprende com facilidade a fazer xixi e cocô no local certo.
Além disto, o Shar-Pei se dá bem com crianças, entretanto precisa ser habituado precocemente a ter contato com vários humanos para se dar bem com pessoas desconhecidas. Aprecia estar na companhia de crianças para gastar energia e se divertir trazendo bolinhas e fazendo peripécias para chamar a atenção.
Esta espécie apenas aceita e acata ordens de seu responsável, inclusive não deixa que estranhos lhe acariciem ou passem as mãos na sua cabeça e, devido ao seu temperamento dominador, tem também uma vasta dificuldade de se relacionar e viver com outros cachorros.

Distúrbios habituais do Shar-Pei

problemas-shar-pei As típicas rugas do Shar-Pei requerem cuidados especiais, uma vez que entre suas dobras juntam-se facilmente sujeira e umidade, sendo capaz de acarretar caspa, dermatite e micose e eventuais lesões na pele (que podem evoluir para um tumor na pele) e mesmo cheiro ruim. Para evitar este quadro, a única sugestão confiável é preservar o cão sempre bem seco e higienizado. De preferência depois do banho, o proprietário deve enxugá-lo com uma toalha e deixá-lo ao sol a fim de acabar com os resquícios de umidade.
As rugas da cabeça podem também causar problemas na visão, especialmente se caem em frente aos olhos, porque acabam fazendo com que as pálpebras e cílios penetrem nos olhos (entrópio), causando uma irritação que pode evoluir para lesões nas córneas, levando à cegueira. Com a finalidade de evitar isso, sugere-se que se dê 3 pontos nas pálpebras do cão ainda filhote a fim de que se formem “pregas” que impedem que as pálpebras caiam sobre os olhos. Este método só surte efeito quando o cão é filhote.
Outro problema característico ao Shar-Pei é a febre graças a um mau funcionamento urinário e fígado, tem dificuldade em eliminar as toxinas do corpo. O cão subitamente fica com febre elevada. Pode chegar a ter dores na articulação, dificultando a movimentação. Os sinais tendem a desaparecer sozinhos, porém podem retornar a qualquer momento e acabam levando à morte. A doença não tem cura. Pesquisas demonstram que esse distúrbio é hereditário e que foi agravado pelo excesso de consanguinidade da qual a espécie foi vítima.
O Shar-Pei é capaz de apresentar ainda hipotiroidismo, que faz com que o cachorro perca pelo e sua pele engrosse bastante. Em casos extremos, ocasiona esterilidade, especialmente das fêmeas. O Shar-Pei é ainda por cima propenso à hipertermia, em razão de sua pele grossa e abundante, que retém o calor no organismo e faz a temperatura interna aumentar tanto, a ponto de levar à morte. Dessa maneira, é extremamente primordial não submeter esta espécie a exercícios em horários muito quentes e nem mantê-lo sob o sol, mesmo que seja de manhã.
Há ainda alguns cães com mordedura prognata (dentes da parte da frente da arcada inferior fecham em cima da arcada superior). Apesar de não ser uma doença, é visto como um defeito provocado pelos cruzamentos. O padrão pede mordedura em tesoura (semelhante à do homem).

Como Cuidar de um Shar-Pei

Como qualquer animal doméstico, é necessário ensinar o Shar-Pei desde novo. O dono deve seguir uma rotina nutricional a fim de não modificar seu vulnerável sistema digestivo. Aconselha-se alimentação com alta gama e o mínimo de proteína animal. O excesso de proteína animal é capaz de complicar sua saúde e inclusive proporcionar alergias.
O Shar-Pei detesta o frio, contudo aprecia deitar no sol. Tem uma gordura corporal que o protege contra diversos bichinhos e por isso apenas é sugerido dar banho uma ou duas vezes por ano, no máximo, pois demora a fim de que recupere esta gordura tão especial.
Após um longo passeio, é recomendado higienizar os olhos e ouvidos com bastante cuidado e passar uma toalhinha úmida nos pelos.

Filhotes do cão Shar-Pei

O filhotinho do Shar-Pei é uma bolinha cheia de ruguinhas, sendo improvável não se apaixonar. Os Shar-Peis costumam chamar muito a atenção por ter uma aparência bastante exótica. Graças a essas ruguinhas são considerados os cachorros mais enrugados do mundo! São capazes de ser bastante calmos com todos os familiares, mas são mais sérios com pessoas desconhecidas. Quando filhotinhos, as rugas tomam conta de toda a sua estrutura física, contudo, quando adultos, permanecem simplesmente na região em cima da cabeça, no pescoço e nos ombros.