Maltês – Aprenda tudo sobre

Imagem relacionadaO Maltês filhote está visível na obra da tapeçaria “A dama e o unicórnio”. Esse cão foi bastante apreciado por enormes figuras no passar dos séculos;
O Maltês micro é um dos favoritos de famosos, integrando Halle Berry, Heather Locklear e Eva Longoria;
Embora seu Maltês vá querer distraí-lo, ele é capaz de ser difícil de ser ensinado;
Os egípcios e, anos mais tarde, diversos europeus, imaginavam que o Maltês tinha a habilidade de curar os indivíduos de doenças e punham um na almofada de um indivíduo débil. Isto inspirou uma de suas denominações: “O Consolador”;
Durante o império de Henrique VIII, o Maltês chegou nas Ilhas da Grã-Bretanha. Até o fim dos anos 1500, o Maltês havia se tornado um animal doméstico preferido para mulheres da nobreza e da família Real;
O cãozinho foi um dos favoritos da soberana Elizabeth I, Mary Queen of Scots e Rainha Vitória;
Múltiplos pintores, incluindo Goya e Sir Joshua Reynolds, colocou estes cachorros pequenos em seus retratos de damas lindas.

O magnífico cachorro Maltês na História

historia-maltes Os ancestrais do Maltês vêm das cidades marítimas do Mediterrâneo. Eles eram colocados para capturar ratos e camundongos que atacavam embarcações e estabelecimentos e as primeiras referências que temos desse cão remontam aos tempos do Egito. Uma das espécies mais velhas do planeta, o Maltês foi um parceiro adorado por aproximadamente três mil anos. Poetas romanos redigiram a respeito desta espécie e os gregos tinham túmulos especiais feitos para eles. No decorrer de muitos anos eles desfilaram em volta dos palácios, entretinham-se nos jardins reais e passeavam nas residências senhoriais.
Chamada pelo nome latim de Canis Malitaeus desde épocas antigas, o cachorro Maltês ainda já foi referido como Cão Leão Maltês e Antigo Cão de Malta. Mesmo assim, a sua proveniência não está associada à ilhota de Malta, na Sicília, contudo sim ao termo porto (ou refúgio), vinda da tradução da palavra “málat”.
O Maltês teve seu lançamento nos EUA numa exposição em Westminster, no período de 1877. Um ano em seguida, a espécie foi registrada oficialmente. Em tempos mais antigos, o Maltês nascia com pelos de outras cores, definindo a sua nuance alva ao longo dos dias. Até 1913 muitas colorações ainda eram aceitas nas mostras da raça. Foi após o século XX que se tornou obrigatório que os Malteses fossem completamente brancos.

Peculiaridades do Maltês

O Bichon Maltês é tido como um cachorro de menor tamanho e possui uma pelagem vasta e branca. A grande maioria das partes do corpo acabam sendo proporcionais, não tendo enormes diferenças de tamanho, apesar de revelar um corpo comprido comparando-se com sua altura.
A cabeça do Maltês é simétrica ao corpo, o nariz é de tamanho mediano e o seu stop é bem definido. Seus olhos são grandes, pretos e também circulares. O focinho é sempre escuro e fica contrastando com o branco da pelagem. As suas orelhas geralmente são inclinadas e totalmente cobertas de uma longuíssima pelagem. A raça possui extensos bigodes e também uma franja característica. Seus membros são inteiramente rodeados pela pelagem, o que não deverá impedir a circulação do cachorro. Sua cauda ainda é guarnecida de uma extensa pelagem.
Isto lhes dá uma aparência fina e de bastante fineza que, em razão do seu pelo sedoso e o seu jeito de caminhar suave, faz com que este cão pareça flutuar sobre o solo, tamanha a sua delicadeza de deslocamento.

Psicológico da raça Maltês

comportamento-maltes É uma raça amigável e sem temor. Este é um cachorro enérgico e musculoso que se destaca não apenas como um parceiro, como também como um cão de terapia e concorrente em algumas competições para cachorro como agility, obedience, rally e tracking. Entretanto, principalmente, ele adora estar com seus proprietários.
O Maltês conta com uma fantástica característica de se adaptar com o dia-a-dia de seu dono. Se a pessoa for bastante carinhosa e dinâmica ele também será, entretanto, se for tranquila, o Maltês tem o costume de apresentar um temperamento que seja muito tranquilo. Isto torna o Maltês um cão de companhia por excelência.
É um espécime que geralmente é muito dócil, e por esse ponto, pode ficar um bom tempo entretendo-se e brincando com as crianças. Por outro lado, devido a seu tamanho, as crianças têm que ser controladas para que não o firam. Ele costuma ficar bastante magoado na ocasião em isso acontece.

Vantagens de ter um cão Maltês

O Maltês é bastante vivo e ativo, também conta com uma garganta afiada, se você não quiser um cão que lata muito ou mesmo faça barulho, procure por outra espécie, porque essa não é a adequada. Ainda assim, ele é um bom cachorro de alarme. Muito zeloso a toda família, adora atenção e ama ser acarinhado por qualquer.
É uma das mais pequenas de todas as raças, além de ser interessante e também lúdico para brincar. O Maltês (Bichon Maltês) sem dúvida é uma incrível pedida com o objetivo de se ter no lar, em especial para quem vive em prédios e fica bastante tempo na casa, para companhia.
Como costuma ser um cachorro muito sociável, se dá bem com outros cães, desde que viva eventualmente com eles. É um cachorro muito corajoso e bagunceiro, costumando atiçar cães de tamanhos maiores, por isso é essencial ter cuidados.
Vive bem em prédios e não tem necessidade de um amplo espaço, contanto que ele seja suficientemente exercitado. Sair para efetuar caminhadas diárias e inclusive ótimas doses de divertimentos vão poder deixar esse cão muito em forma.

Problemas comuns do Maltês

problemas-maltes Este é um cachorro saudável, seus olhos, mas são a sua zona mais vulnerável em relação a enfermidades. Existem também ocorrências de cachorros com deficiência auditiva nesta espécie. Por fazerem festa a cada morador da casa, fazem questão de estar constantemente próximos de todo mundo. Por outro lado, sempre elegem um deles como o dono favorito e tem de ser instruídos, porque podem ficar muito afoitos e nervosos na ocasião em que o problema é um número bastante grande de pessoas em sua moradia, o que pode gerar stress.
O Maltês possui, principalmente, 2 distúrbios habituais que são problemas alérgicos e problemas na pele, causados por pulgas ou produtos de limpeza. Eles são capazes de inclusive apresentar luxação da patela.
Outra foco de atenção necessita de ser prestada à dentição em dobro, no momento em que os dentes provisórios não caem na ocasião em que os efetivos surgem. Nesse caso, o mais recomendado é que os dentes provisórios sejam arrancados para não encavalarem com os demais. A raça possui também inclinação ao tártaro que pode evoluir para um grave problema na gengiva e gerar a queda dos mesmos.

Atividades e perfil psicológico da raça Maltês

O pelo extenso exige uma escovação todo dia para evitar que ele fique embaraçado. Seu pelo branco requer vários cuidados extras a fim de que não manchem. Os olhos necessitarão de ser regularmente limpos e a barba deverá ser limpa após cada uma das refeições.
É um cachorro que tem necessidade de banhos mais regulares do que outras raças de cães, dado que seu pelo longo se arrasta ao chão e se suja com bem mais simplicidade. Habitualmente os donos decidem por cortar os pelos, no sentido de tornar o cãozinho mais simples de cuidar. No momento em que o pelo é deixado comprido, os proprietários necessitam de prender a franja com um elástico para impedir que caia em cima de seus olhos.
A enorme qualidade da espécie é que não cai pelos, sendo então impecável para quem conta com móveis que agarram pelos tapetes, entre outros, além de serem inofensivos para os indivíduos que sofrem com alergias.
A quantidade diária de ração aconselhada é de 1/4 a 1/2 xícara ao dia, partida em duas refeições. Não deixe que seu Maltês fique acima do peso, administrando sua comida e alimentando o espécime duas vezes por dia, em vez de manter comida sempre acessível.

As Crias do cão Maltês

Os filhotes quando nascem são um pouco diferentes dos seus pais. Normalmente o focinho, o olho e os lábios são cor-de-rosa e logo após a primeira semana começam a surgir manchinhas escuras neles. Na grande parte dos Malteses a coloração está completa aos dois meses e caso nesse ciclo a parte rosada ao redor dos olhos for superior a ¼, essa marcação não altera mais. O ideal é que o focinho, os olhos e os lábios estejam pretos logo aos sessenta dias.
A pelagem branca e ausente de manchas também não é uma conjuntura inerente aos filhotinhos. Normalmente há filhotes que nascem com tonalidades laranjas que difere de dez a quarenta por cento. Esta é outra característica que deve variar num período de 2 a 6 meses, quando, enfim, os pelos ganham a pigmentação branca pura.