Cães com hábito territorialista

Cães que procuram conservar as pessoas ou outros cachorros afastados de seu patrimônio costumam fazer isto pois estão preocupados com o que esses humanos e espécimes podem fazer contra eles ou seus familiares. Os cães obsessivos, em algumas ocasiões, desconfiam de desconhecidos e são capazes de permanecer ocultos, ou ficarem perto de um portão para morderem no momento em que um intruso misterioso ou outro cão transitarem bastante perto.

Razões que levam o cão a ficar de guarda

comportamento-do-cachorro Um cão que não possui temor de algum humano ou de outros cães não precisa conservar estas pessoas e bichos distante da casa, jardim ou território que julga ser dele. Na maioria das ocasiões, cachorros inseguros e medrosos fazem isso. Há, também, um componente genético com cães de algumas espécies que são mais propensos a serem territorialistas do que outras raças, ou mostram o comportamento mais agressivo.
As raças que tendem a ser territorialistas são as que foram geradas como cachorros de vigilância (diferentes raças foram escolhidas para defender coisas distintas, como indivíduos, propriedades ou agrupamentos). Determinadas outras raças foram escolhidas pela atitude e sensibilidade e são mais predispostas a usar a agressão no momento em que têm temor, como determinados Terriers, e, provavelmente, irão ser mais apavorantes do que outros cães, como de raças de pastoreio.
Já os cachorros que são instigados a proteger a casa ou identificar intrusos serão muito mais predispostos a demonstrar hostilidade. Como por exemplo, os cães que são instigados por seus donos a capturar gatos no quintal possuem mais chances de se tornarem um perigo e são capazes de ser bem agressivos caso capturem o bichano.

O que pode ser feito com um cão territorialista?

cachorro-territorialista Assim como a gente, os cachorros têm um forte senso de território e eles são muito mais propensos a ser agressivos quando alguém ou alguma coisa tentar passar o que o cachorro considera seu limite territorial.
Se o seu cachorro é territorialmente agressivo com os outros, é bem melhor tratar o espécime como se ele houvesse um problema relacionado com o medo, mesmo se você não percebe este sentimento no seu parceiro de quatro patas.
Do ponto de vista de um cão territorial, os carteiros, entregadores de encomendas, entre outros indivíduos que passam pelo portão da residência dele estão ameaçando seu patrimônio e seus familiares. Por causa disso, o espécime vai fazer de tudo com o intuito de manter estas pessoas, assim como outros animais, isolados, mesmo que para esse fim precise usar da hostilidade.
Em determinadas nações, os donos de cachorros possuem a obrigação por lei de fornecer uma passagem protegida para os seus imóveis para os entregadores de cartas. Ainda que por aqui não tenha lei que trate do tema, também é fundamental que todos os donos de cães territorialistas tomem cuidado com a finalidade de evitar todo tipo de incidente com pessoas que realizam entregas em suas moradias, com a finalidade de evitar incidentes. Para esse fim, é fundamental certificar-se de que as portas não encontram-se abertas e que o cachorro esteja preso.
Se o seu cachorro é territorialista e ofensivo, procure ajuda competente para solucionar o inconveniente.

Aprenda mais acerca dos cachorros para criança

Um bom cachorro para criança tem um temperamento brando, é amorável e se habitua bem às residências com muito movimento. As espécies mais aconselhadas de cachorros para crianças são Labrador, Golden Retriever, Beagle e Collie. Estes são os cachorros mais frequentes. Já o Bulldog Francês é uma excelente raça de cachorro para crianças grandes, pois eles são capazes de ser um pouco brutos em suas brincadeiras. Há outras espécies serenas, dóceis e amigas, contudo elas requerem muita atenção, então a família precisa estar ciente de que terá que dar atenção tanto para o cão quanto para a criança.
Entretanto, selecionar a melhor espécie de cachorro para crianças pode ser bastante complicada de aconselhar. Por quê? Pois os cães são indivíduos especiais. A espécie não tem um comportamento universal único, assim como as pessoas.
É melhor você pensar na personalidade de um cachorro para crianças do que na melhor espécie de um cachorro para crianças. Caso você preste atenção no comportamento, e não na raça, pode encontrar um vira-lata maravilhoso pra adoção, que será um ótimo cachorro para criança por ser companheiro nas diversões e na parceria.

Comportamento de um bom cachorro para criança

cachorro-para-crianca Além das propriedades biológicas do bicho, a forma com que ele foi originado ainda determina se ele vai ser um bom cachorro para criança. Por este motivo, é necessário sociabilizar o cão para que ele conviva bem com recém-nascidos e crianças de diversas idades.
O cachorro para criança ideal é aquele que não se irrita facilmente, é paciente e se entretém passando horas brincando e convivendo com o seu pequeno proprietário. Esta interação, que é ótima para os dois, fortalece a saúde das crianças, suas aptidões de leitura, seu desenvolvimento intelectual e seu senso de responsabilidade.
Devidamente por encontrar-se vinculado a fatores comportamentais, hereditários e, inclusive, predisposições é que determinadas raças de cachorro são mais aconselhadas do que outras como pets em casas com crianças e recém-nascidos. Fale com amigos, conhecidos, donos das raças que você mais gosta, veterinários e criadores para selecionar a espécie de cachorro para criança mais recomendada para a sua família.
Como exibido em livros e filmes que mostram a relação entre crianças e cães, o laço entre uma criança e seu cachorro pode ser um dos mais fortes na vida de uma pessoa. Para possuir um convívio incrível, além do temperamento do cachorro, a disciplina e os exercícios físicos são elementos primordiais. Similarmente, a criança tem que ser educada para respeitar os limites e as necessidades do cão. De modo geral, nenhum cão, independentemente da espécie, deve relacionar-se com uma criança sem monitoramento.

Dez Espécies de cachorros para crianças

1. BULDOGUE INGLÊS

A raça Buldogue Inglês conta com um temperamento manso, o que faz esse tipo de cão ser um bom cachorro para criança. É um cão parceiro, que vive de forma harmoniosa com seus pequeninos proprietários, seja em casa ou em apartamento. Apesar de ter um nível mínimo de energia, eles são endiabrados.
A raça Buldogue Inglês exige muita obediência, especialmente no convívio com crianças, pois os cães são, com certeza, defensores e podem ser brutos. Por conseguinte, é crucial que eles sejam acostumados com novos indivíduos e treinados a obedecer as ordens dos donos, desde filhotes.
Essa raça não é somente fascinante para as crianças, mas para os adultos também.

2. BEAGLE

cachorro-beagle Caso você busque um cachorro para criança que tenha comportamento extasiado e malandro, o Beagle tende a ser uma boa alternativa. A raça não dispensa ótimas brincadeiras e caminhadas e pode chegar a ser uma companhia incrível para seus filhos.
Vale salientar que, além de protetora, esta raça é muito ativa e não se dá bem sozinha por longos períodos de tempo. Portanto, ela é uma espécie de cachorro para crianças que passam muito tempo em sua residência ou para famílias que têm mais de uma criança.

3. BULL TERRIER

O Bull Terrier é um bom cachorro para criança, desde que a obediência e os limites sejam enfatizados pelos donos e ele receba atividades físicas diariamente. Por serem animais fortes, cães da raça Bull Terrier não são aconselhados para crianças bastante pequenas, porém tendem a se dar bem com as mais maduras. No geral, além de sagaz, cordial e calma, a raça ainda é paciente com crianças e atura as brincadeiras infantis. Nesse sentido, o alto nível de energia um fator positivo da raça, especialmente quando se considera que ela suporta várias horas de brincadeiras sem se cansar.
Cães desta espécie são resistentes e necessitam de muita disciplina. Como para qualquer espécime de qualquer raça, analise as propriedades da sua família e fale com o seu criador e veterinário para observar qual é a mais adequada raça de cão para sua criança.

4. COLLIE

É bem comum relacionar o Collie à personagem Lassie. E não é para menos, esta espécie de cachorro, tal como no roteiro do filme, é apegada e meiga com a sua família. Por ser uma espécie de pastoreio, o Collie lida bem com treinos, ordens, afazeres e, é claro, brincadeiras. É uma raça ideal de cachorros para crianças, porque é capaz de ser um incentivo positivo ao temperamento dos pequeninos proprietários, uma vez que irá poder educar princípios de responsabilidade e amor.

5. POODLE

De uma maneira geral, os Poodles são uma excelente sugestão de cachorro para crianças, com exceção somente para as versões toy que são mais frágeis e não recomendáveis para os pequenos. Os exemplares dessa espécie são gentis, sagazes, ativos e adoram brincar. Além do mais, podem ser uma boa parceria para crianças que sofrem com alergias, dado que o Poodle não solta pelos.

6. LABRADOR RETRIEVER

Os Labradores são uma das raças mais conhecidas por serem uma das opções mais habituais de cachorro para criança. Recomendado para qualquer idade, os Labradores são defensores, sagazes, leais, dinâmicos e de fato fascinados por seus donos. Além do mais, a raça ama se divertir e é bem inclinada a aprender novas artimanhas.
Vale notar que proprietários interessados em cães desta espécie precisam reforçar a disciplina e os exercícios físicos diários. Cães que não fazem a quantidade de exercício diário sugerido podem ganhar peso, além de encaminhar a sua energia a atitudes detestáveis, como ladrar e morder. Os Labradores são famosos por morder e se divertir com inúmeros itens proibidos da moradia. Consequentemente, necessitam de atividades, incentivos mentais e passatempos.

7. GOLDEN RETRIEVER

Tal como os seus primos Labradores, os Golden Retrievers são sociáveis, trabalhadores, sagazes e condescendentes. O elevado grau de energia e a sagacidade da espécie torna o Golden um dos melhores cachorros para criança, particularmente para aquelas que adoram passatempos com água, pois os Goldens são uma das raças que amam água.
O Golden Retriever é uma espécie que necessita coabitar em matilha. Por conseguinte, ele é adequado para famílias ativas e que passam bastante tempo dentro de casa.

8. PUG

Por ser pequenino, não ladrar e não necessitar de diversas atividades físicas, o Pug é uma espécie perfeita para apartamentos. Quando instruído e socializado a coabitar com os pequenos, o Pug também acaba por se tornar um bom cachorro para criança.

9. SHIH TZU

O que faz o Shih Tzu um cão perfeito para crianças é o fato dele ser afável, meigo e altamente adaptável. Ele não unicamente lida bem com crianças e novos humanos, porém tende a conviver harmoniosamente com outros bichos.
Pessoas que optam por ser donos de Shih Tzu necessitam educar as suas crianças acerca da fragilidade da raça. Cachorros dessa espécie são habitualmente machucados por crianças que gostam de brincar de forma estúpida.

10. VIRA-LATA

Além das raças descritas anteriormente, o vira-lata é uma das escolhas prediletas e se tornam extraordinários cachorros para crianças. No momento em que socializados para coabitar com crianças, estes cachorros são excelentes amigos, acompanhando os seus pequeninos proprietários no momento de brincar, assistir televisão e até dormir.

Como escolher um cachorro para criança

A incerteza de muitos pais é sempre a mesma: qual a espécie conveniente de cachorro para criança? A verdade é que todos os cachorros são capazes de ser ótimas companhias para as crianças. Porém pode acontecer de alguns, que aparentam ser completamente indicados, não gostarem bastante da interação com os pequenos. Tudo varia conforme o modo que o cachorro é criado e sua personalidade. Entretanto, podemos selecionar espécies que têm características que são convenientes para um ótimo relacionamento e tornam-se magnânimos cachorros para crianças. Contudo lembre-se: qualquer raça vai precisar de treinamento por parte dos donos para excelente comportamento. Se você não está determinado a treinar seu cachorro é melhor que não tenha um, dado que um cachorro para criança, sem educação, tem a tendência de fazer coisas erradas e detestáveis, o que acaba fazendo seu proprietário abandonar o animal. O abandono de cães é algo muito sério com um índice que só aumenta nos dados estatísticos.

Cuidados adicionais para cachorros com crianças

Por mais aprazível que a raça seja e por melhor que o cachorro demonstre ser, nunca se deve deixar a criança brincar com o cão sem monitoramento de um adulto quando, em especial se a criança for muito pequena. Acidentes ocorrem e você deve recordar que o cachorro não é uma babá, só uma parceria.
A criança jamais deve ser responsabilizada pelos cuidados dos cachorros. Os pais devem assumir tal função. O que pode e aconselha-se ser feito é deixar a criança participar e ajudar nos cuidados para, assim, ter noções de obediência e responsabilidade, porém não tomar para si a incumbência.